O Jogo ao Vivo

Pandemia

Máscaras deixam de ser obrigatórias em espaços fechados em Nova Iorque

Máscaras deixam de ser obrigatórias em espaços fechados em Nova Iorque

A governadora de Nova Iorque, Kathy Hochul, anunciou, esta quarta-feira, que o uso de máscara vai deixar de ser obrigatório na maioria dos espaços fechados, como supermercados, face à redução nos contágios por covid-19, mantendo-se em vigor nas escolas.

Em 10 de dezembro, perante o agravamento do número de contágios com a variante ómicron da covid-19, a cidade de Nova Iorque decretou ser obrigatório o uso de máscaras na maioria dos espaços fechados, como supermercados, lojas e escritórios.

"Dado o número de casos e de hospitalizações estar em declínio, sentimo-nos confortáveis em suspender esta medida", anunciou Kathy Hochul, que falava no seu gabinete, em Nova Iorque, precisando que a decisão tem efeitos na quinta-feira.

PUB

Hochul ressalvou que a "luta não acabou", embora os dados estejam a melhorar. "[...] Não nos estamos a render. Isto não é um desarmamento", vincou.

O uso de máscara vai, no entanto, continuar a ser obrigatório em alguns lugares, como escolas, unidades de saúde e transportes públicos.

As empresas privadas têm liberdade para implementar as suas próprias regras para funcionários e clientes.

Na primeira semana de março, Nova Iorque volta a avaliar a necessidade do uso de máscara nas salas de aula.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG