França

Matou a mãe por impedi-lo de se juntar ao Estado Islâmico

Matou a mãe por impedi-lo de se juntar ao Estado Islâmico

Um jovem francês de 25 anos com antecedentes psiquiátricos matou, esta segunda-feira, a sua mãe, que tentava impedi-lo de partir para a Síria para se juntar aos militantes islamitas.

O homicida ligou depois para a polícia para confessar que tinha estrangulado a mãe, de 62 anos, relatou a emissora "France Bleue".

Após ser detido, na cidade francesa de Le Havre (noroeste), o suspeito explicou que tinha tido uma discussão com a mãe, que se recusava a deixá-lo partir para a Síria.

A polícia judiciária irá agora investigar o caso.

Não se sabe se o homem tinha antecedentes ou se estava identificado pelos serviços secretos por ligações ao radicalismo islâmico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG