EUA

Matou bebé com taco de basebol por ciúmes

Matou bebé com taco de basebol por ciúmes

Um norte-americano de 25 anos matou a filha com um taco de basebol e confessou em tribunal que tinha ciúmes da atenção que a bebé de 21 meses recebia. A menina tinha conseguido sobreviver a um cancro raro nos olhos.

Ryan Lawrence confessou em tribunal que tinha sido o responsável pala morte da filha, por ter ciúmes da atenção que a criança recebia depois de sobreviver a uma difícil luta contra um cancro raro.

O arguido matou a bebé, chamada Maddox, que tinha apenas 21 meses, com um taco de basebol, queimou o corpo da criança e despejou-o num pequeno riacho do condado de Onondaga, em Nova Iorque.

O homicídio aconteceu em fevereiro deste ano e o homem de 25 anos esteve fugido da polícia. Quando foi capturado levou as autoridades até ao local onde tinha largado o corpo da menina.

A descrição do bárbaro crime foi lida em tribunal, numa audiência em que estava presente a mãe da bebé, Morgan Lawrence, que ouviu, em lágrimas, o juiz descrever os terríveis últimos momentos vividos pela filha, como relata o jornal "Syracuse", do condado de Onondaga, onde a família vivia.

Ryan Lawrence, que confessou a autoria do crime em tribunal, deve ser condenado por homicídio em primeiro grau, a pena varia entre os 25 anos e a prisão perpétua.