Espanha

Menina de 14 anos pendura-se na varanda para fugir de pai violador

Menina de 14 anos pendura-se na varanda para fugir de pai violador

Uma menina de 14 anos pendurou-se na varanda de casa, no quarto andar, para fugir do pai que a queria violar, na noite de terça-feira, no distrito Marítimo de Valência, em Espanha. Agarrada às guias laterais, começou a gritar para pedir ajuda até chegar a polícia, que deteve o homem.

Aconteceu na noite de terça-feira, pelas 23.15 horas (22.15 em Portugal continental), em Valência. A menina de 14 anos fugiu do pai, de 38, nacionalidade boliviana, que a queria violar. Pendurou-se na varanda do quarto andar para gritar por ajuda. Alarmados, os vizinhos tentaram arrombar a porta, mas só quando a polícia chegou ao local é que terminou o pesadelo. O homem foi detido e as autoridades tiveram de evitar que os vizinhos o atacassem.

A mãe da menina estava na cidade de Altea, em Alicante. O pai foi detido por alegado crime de abuso sexual da filha menor, segundo fontes policiais, citadas pelo jornal espanhol "El País". O homem tentou violar a criança na sala e esta, aproveitando o facto de a irmã ter entrado naquela divisão da casa, fugiu para a varanda para pedir ajuda.

Uma vizinha da casa ao lado recordou a confusão que se instalou naquela noite: "Havia muita polícia e muitas pessoas. Os vizinhos tentaram arrombar a porta para entrar, porque o pai [da menina] não abria. Eles contaram-me, porque não conseguia ouvir, que estavam na rua a gritar para a menina não se atirar, para aguentar", contou.

Menina dormia com tesoura debaixo da almofada

Não era a primeira vez que acontecia uma tentativa de violação. De acordo com fontes policiais, houve, no ano passado, outro possível caso de abuso sexual e tentativa de filmagem oculta enquanto a criança estava a tomar banho com a irmã. A menina não o denunciou por medo, mas chegou a dormir com uma tesoura debaixo de uma das duas almofadas, enquanto mantinha a outra entre as pernas por receio que o pai a tentasse violar.

A menina de 14 anos é a mais velha de três irmãos. "Só conhecia a família de vista, de vê-los na rua com os filhos. Ela [a mãe] trabalhava fora [da cidade]", comentou um vizinho do prédio. No bar mais próximo do local, só se comentou sobre o caso na manhã desta quinta-feira, diz o "El País", por causa de comentários dos clientes, uma vez que o estabelecimento tinha fechado na noite do sucedido.

Os agentes da polícia local de Valência que foram ao local viram que os vizinhos estavam a tentar arrombar a porta para ajudar a criança. A polícia entrou na casa para resgatar a menina e os dois irmãos menores, de acordo com as mesmas fontes. A menina foi assistida por uma equipa médica e transportada para o hospital, na companhia da polícia municipal.

Após a detenção do pai, os menores foram deixados ao cuidado de uma pessoa indicada pela mãe, enquanto esta voltava para casa. O suposto agressor foi transferido pela polícia para a Inspeção Central de Guarda, da qual será levado à justiça.