Reino Unido

Menino com doença terminal quer ser sepultado junto à mãe

Menino com doença terminal quer ser sepultado junto à mãe

A história de um menino polaco de sete anos que sofre de um cancro terminal está a comover o mundo, depois de ter pedido para ser enterrado junto à mãe, para que ela possa "cuidar dele no céu".

Filip Kwansy está internado num hospital londrino desde setembro, onde combate uma leucemia terminal diagnosticada no último ano, depois de já ter sido diagnosticado, em 2013, com neurofibromatose.

O menino polaco já passou por diversos tratamentos, incluindo um transplante de células estaminais e quimioterapia, mas o cancro alastrou ao sistema digestivo e Filip recebe apenas a cuidados paliativos.

Sem esperança de uma cura, foi montada uma campanha online de angariação de fundos (que já ultrapassou o valor estabelecido como objetivo) para cumprir o último desejo da criança. Segundo pai, que o acompanha todo os dias no hospital, Filip quer ser sepultado na Polónia junto à campa da mãe, que morreu quando ele tinha dois anos, vítima de doença.

"Ele diz que eu sou o seu anjo e que a mãe vai cuidar dele quando chegar ao céu", contou ao "Daily Mirror" Piotr Kwasny, o pai do menino, que não pode trabalhar por também sofrer de doenças incapacitantes. O dinheiro agora angariado vai ser usado para levar o corpo do menino para a Polónia e para pagar os custos da viagem do resto da família, que o vai acompanhar.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG