EUA

Menino de quatro anos fechado em armário pela mãe tinha ratos como amigos

Menino de quatro anos fechado em armário pela mãe tinha ratos como amigos

Um menino norte-americano de quatro anos foi descoberto pela polícia de Harris County, no Texas, com vestígios de exposição a metanfetaminas. A criança, que estava sozinha em casa, contou às autoridades que passava horas a fio fechado dentro de um armário e que recebia visitas "dos amigos" ratos e baratas.

No final de dezembro, os agentes de Harris County estavam a executar um mandado de busca devido a suspeita de tráfico de droga, quando se depararam com um caso grave de maus-tratos a uma criança. Segundo revelou a uma estação local uma procuradora, o menino estava fechado num armário e "os seus amigos eram os ratos e baratas", que o visitavam.

"Ele consegue articular algumas coisas que são realmente chocantes e surpreendentes, o que nos diz que ele estava lá realmente muito tempo", explicou Rachel Leal-Hudson. Segunda ela, quando a criança saía do armário sem autorização, era posto em cima do frigorífico, onde tinha medo de estar por ser alto.

A mãe não estava em casa na altura da rusga policial, mas garante que seria suposto alguém estar a supervisionar o filho, apesar de não saber dizer quem seria essa pessoa. O menino está à guarda do Estado, até que seja possível encontrar uma solução segura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG