Mundo

Merkel anuncia encerramento imediato de sete reactores nucleares

Merkel anuncia encerramento imediato de sete reactores nucleares

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou terça-feira o encerramento imediato e por três meses dos sete reactores que entraram em funcionamento na Alemanha "antes do fim de 1980".

"Vamos iniciar um exame às condições de segurança em todas as centrais nucleares", disse Merkel numa conferência de imprensa.

Este exame terá como consequência que "os reactores que entraram ao serviço antes do fim de 1980 ficarão parados durante a moratória", acrescentou.

Angela Merkel anunciou na segunda-feira uma moratória de três meses sobre o prolongamento da duração de vida das centrais nucleares, numa altura em que o acidente nuclear no Japão, na sequência do sismo de sexta-feira, exacerbou a tradicional hostilidade da população alemã em relação à energia atómica.

Como havia prometido na campanha eleitoral de 2009, a chanceler decidiu prolongar em 12 anos, em média, o funcionamento dos reactores, quando os sociais-democratas, aliados dos Verdes, tinham programado, há 10 anos, uma paragem progressiva até 2020.

Sete reactores nucleares começaram a trabalhar na Alemanha antes do fim de 1980: um em Schleswig-Holstein (norte), um na Baixa-Saxónia (noroeste), dois em Hesse (oeste), dois em Baden-Wurtenberg (sudoeste) e um na Baviera (sul).

A decisão afecta os quatro operadores das centrais nucleares na Alemanha: uma filial do grupo sueco Vattenfall, os grupos privados alemães EON e RWE e o grupo público regional alemão EnBW.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG