Brasil

Michel Temer entrega-se às autoridades após decisão do tribunal

Michel Temer entrega-se às autoridades após decisão do tribunal

O ex-presidente brasileiro Michel Temer entregou-se, esta quinta-feira, à Polícia Federal de São Paulo, após a defesa ter pedido um 'habeas corpus' no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, numa tentativa de impedir que fosse novamente preso.

Segundo o jornal brasileiro "Folha de S. Paulo", Temer entregou-se duas horas antes do prazo imposto pela juíza Carolina Figueiredo, responsável pela execução da decisão do tribunal.

Um tribunal do Rio de Janeiro emitiu esta quinta-feira um mandado de prisão contra o ex-presidente do Brasil, no âmbito das investigações do processo Lava Jato.

A juíza Caroline Figueiredo, da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, assinou um mandado de prisão contra o chefe de Estado ao início da tarde desta quinta-feira, determinando que Temer deveria apresentar-se na sede da Polícia Federal de São Paulo até as 17 horas (21 horas em Portugal continental).

A decisão inclui igualmente o coronel João Baptista Lima Filho, amigo pessoal do antigo Presidente brasileiro apontado pelo Ministério Público como operador um esquema de corrupção nas obras da central nuclear de Angra 3.

A defesa de Michel Temer fez um pedido de 'habeas corpus' no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, numa tentativa de impedir que seja novamente preso, segundo a imprensa local.

A defesa de Michel Temer lamentou a decisão do tribunal, considerando-a "mais uma página triste da história recente" do sistema judiciário brasileiro.

"Eu só posso lamentar. Entendo que não há fundamentos para essa prisão. Os próprios juízes entendem que não há risco. O argumento é que há a necessidade de dar exemplo à sociedade. Considero a decisão mais uma página triste da história recente do [sistema] judiciário brasileiro", afirmou o advogado Eduardo Carnelós, citado pelo jornal O Globo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG