Tripoli

Bombardeamento obriga à retirada de milhares de camelos na Líbia

Bombardeamento obriga à retirada de milhares de camelos na Líbia

Três mil camelos foram retirados esta quarta-feira durante a noite do porto de Tripoli, na Líbia, após um bombardeamento que ocorreu nas imediações. As imagens da evacuação estão a circular nas redes sociais.

Milhares de camelos a circular na rua é uma imagem estranha e inédita. Até na Líbia. Três mil animais desta espécie foram retirados, pouco após a meia noite de quarta-feira, do porto de Tripoli, após um bombardeamento efetuado pelas forças leais a Khalifa Hafter, comandante do Exército Nacional da Líbia. O grupo de camelos terá sido importado da Austrália.

Um repórter da Reuters registou o momento em que as autoridades foram obrigadas a fechar o trânsito para os milhares de animais passarem e escaparem às consequências do bombardeamento. Alguns animais ainda tentaram parar para encontrar alimento, mas sem sucesso.

De acordo com a agência de notícias, um comerciante local avançou que os animais estão agora a 45 km de distância do porto de Tripoli, mas que 125 animais terão sido roubados por um grupo armado local. De salientar que a carne de camelo é amplamente consumida no país.

O conflito na Líbia continua a criar constrangimentos no país. Desde a queda do regime de Muammar Kadhafi, em 2011, que o caos tornou-se uma palavra de ordem. A situação complicou-se com a intervenção de Khalifa Haftar, que desde de abril de 2019 tenta recuperar a capital. Tripoli está sob comando do Governo de Acordo Nacional, reconhecido pela Organização das Nações Unidas desde 2015.