O Jogo ao Vivo

Pandemia

Milhões terão morrido na Índia por covid-19 sem serem contabilizados

Milhões terão morrido na Índia por covid-19 sem serem contabilizados

Um novo estudo explica que a pandemia de vírus SARS-Cov-2 terá causado mais de quatro milhões de mortes, um número muito superior aos dados oficiais. Será pior tragédia humana da Índia desde a independência do país

A Índia registou oficialmente mais de 414 mil mortes por covid-19 até ao momento. O país é das poucas economias globais mais importantes sem uma estimativa do excesso de mortes durante a pandemia.

Investigadores do Centro de Desenvolvimento Global, com sede nos Estados Unidos, usaram três fontes de dados diferentes para estimar o excesso da mortalidade geral na Índia durante a pandemia, até 21 de junho. Extrapolaram registos de óbitos de sete estados, representando metade da população da Índia. A Índia realiza uma espécie de census anuais de mortalidade, mas só publicou números até 2019.

Em segundo lugar, os especialistas aplicaram estimativas internacionais de taxas de mortalidade por infeção específicas por idade - o número de pessoas que morrem por causa do vírus - a dados de dois testes de anticorpos em todo o país, também chamados de testes serológicos.

Terceiro, os investigadores debruçaram-se sobre 868 mil indivíduos em 177 mil domicílios de modo a verificar se algum membro da família morreu nos últimos quatro meses.

Por fim, os cientistas descobriram que o excesso de mortes foi estimado em 3,4 milhões a 4,7 milhões - cerca de 10 vezes mais do que o número oficial de mortes por covid-19 no país.

Este é um valor consideravelmente maior do que outras estimativas de epidemiologistas, que acreditavam que o excesso de mortes na Índia era cinco a sete vezes maior. Nem todas essas mortes foram causadas pela covid-19 e uma estimativa do número real de mortes pela doença seria difícil de dar, disse Arvind Subramanian, ex-principal conselheiro económico da Índia e um dos autores do estudo.

PUB

Os cientistas afirmam que a primeira onda do ano passado parecia ter sido mais letal do que se acreditava popularmente. A mortalidade parecia ser moderada porque estava "espalhada no tempo e no espaço". Uma das conclusões do trabalho será que "a Índia não foi uma exceção" e teve "mortalidade não muito diferente de países de tamanho e infeções comparáveis".

Os investigadores acrescentam ainda que a "conclusão mais crítica, independentemente das fontes e estimativas", foi que as mortes reais durante a pandemia de covid-19 eram "provavelmente muito maiores do que a contagem oficial". "As verdadeiras mortes são provavelmente em vários milhões, não centenas de milhares, tornando esta indiscutivelmente a pior tragédia humana da Índia desde a independência do país", terminou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG