O Jogo ao Vivo

Conflito

Militantes que ocuparam escola nas Filipinas fugiram

Militantes que ocuparam escola nas Filipinas fugiram

Militantes islamitas ocuparam esta quarta-feira uma escola primária no sul das Filipinas e fizeram reféns, mas acabaram por fugir após combates com o exército.

Os militantes, de um grupo chamado Combatentes Islamitas da Liberdade de Bangsamoro, ocuparam esta quarta-feira a escola primária Malagakit, na cidade de Pigcawayan, quando estavam a fugir depois de atacarem um posto governamental próximo.

"Está resolvido, anunciou o general Restituto Padilla numa declaração à Imprensa. "Eles retiraram-se, já não estão lá. A área da escola está segura. As tropas estão em perseguição", acrescentou.

A informação inicial de que haveria seis crianças reféns não se confirmou, mas as autoridades estão a investigar se cinco civis foram levados.

Um porta-voz do grupo, Abu Misry, adiantou à agência Reuters que levaram os civis para uma zona segura devido aos intensos confrontos na escola e não tencionam mantê-los reféns.

Testemunhas a cerca de um quilómetro da escola ouviram disparos. Segundo a polícia, cerca de 300 homens armados, entre eles membros do grupo islamita de Bangsamoro, entraram na escola primária.

Pigcawayan situa-se a cerca de 80 quilómetros de Marawi, onde o exército e os rebeldes, que declararam apoio ao Estado Islâmico, têm combatido nas últimas semanas pelo controlo da cidade.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG