O Jogo ao Vivo

Grécia

Ministro grego das Finanças hospitalizado

Ministro grego das Finanças hospitalizado

O recém-designado ministro das Finanças grego, Vassilis Rapanos, 65 anos, foi hospitalizado, esta sexta-feira, referiram responsáveis oficiais do Governo, e deverá ficar alguns dias sob observação médica.

"O ministro Rapanos foi transferido para o hospital privado Ygia em Atenas, que deve divulgar um comunicado nas próximas horas", indicou um responsável do gabinete do ministro, sem referir a causa da hospitalização, apenas horas após fontes governamentais terem referido que o primeiro-ministro, Antonis Samaras, vai ser submetido a uma cirurgia ocular por descolamento da retina.

Os media gregos adiantaram que o ministro das Finanças desmaiou e os médicos recomendaram de imediato a sua hospitalização para observação, durante dois ou três dias.

Presidente desde 2009 do Banco Nacional da Grécia, o primeiro banco privado do país, Rapanos é considerado próximo do Partido Socialista (Pasok) e foi designado na quinta-feira ministro das Finanças do novo governo de coligação liderado pelo conservador Antonis Samaras.

A maioria do novo gabinete prestou juramento no final da tarde de quinta-feira, mas Rapanos deveria apenas assumir formalmente a pasta das Finanças esta tarde, para que o respetivo ministro cessante do anterior governo de gestão cessante, Giorgos Zanias, pudesse representar a Grécia na reunião dos ministros das Finanças da zona euro que decorreu quinta-feira no Luxemburgo.

Dois outros membros do novo Governo, também ausentes do país na quinta-feira, deverão no entanto prestar juramento durante esta tarde.

Definido como um "veterano" da gestão do país e presidente da União dos bancos gregos, esta figura central do novo Executivo de coligação entre a direita e as duas formações da esquerda moderada (Pasok e Dimar) esteve ainda envolvido nas negociações sobre a reestruturação da dívida grega e que permitiu a Atenas "suprimir" em março 170 mil milhões de euros de créditos detidos pelos investidores privados.

De acordo com o segundo memorando de entendimento aprovado pelo Eurogrupo em fevereiro e avaliado em 130 mil milhões de euros, as perdas dos bancos privados internacionais deverão ser financiadas por este segundo resgate europeu.

Pouco antes, o gabinete do primeiro-ministro tinha anunciado que Antonis Samaras vai ser operado de urgência no sábado de manhã a um descolamento da retina, detetado hoje durante uma visita de rotina ao seu oftalmologista.

Por este motivo, Samaras estará ausente do encontro dos quartos-de final do Euro2012 na cidade polaca de Gdansk que opõe esta tarde as equipas nacionais de futebol da Grécia e da Alemanha.

A chanceler alemã Angela Merkel deverá assistir ao confronto entre as duas formações e tinha sugerido ao seu homólogo grego que também comparecesse no estádio da cidade portuária do norte da Polónia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG