Itália

Modelo foi atacada com ácido pelo ex-namorado e pode ficar cega

Modelo foi atacada com ácido pelo ex-namorado e pode ficar cega

Uma modelo italiana sofreu queimaduras graves no rosto e corre o risco de ficar cega de um olho depois de ter sido atacada com ácido, alegadamente, pelo ex-namorado.

Gessica Notaro, de 28 anos, antiga participante do concurso Miss Itália e atual treinadora de leões-marinhos, no aquário Dolphinarium, em Rimini, na Itália, foi, alegadamente, atacada com ácido pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares, um cabo-verdiano de 29 anos.

O ataque ocorreu na noite da última terça-feira, depois de o atual namorado a ter deixado em casa. De acordo com a imprensa italiana, a modelo deparou-se com o ex-namorado quando chegou à porta. "Eu vi-o, vi o Eddy, a segurar uma garrafa e vestido de preto. Ele não disse uma palavra, atirou-me o líquido e fugiu", disse Notaro ao jornal "il Resto del Carlino".

A jovem foi hospitalizada com queimaduras graves no rosto, no couro cabeludo, nas pernas e ainda não se sabe se vai recuperar a visão de um dos olhos.

Davide Melandri, diretor do hospital, afirmou à imprensa italiana que a jovem não corre perigo de vida, mas que sofreu danos extensos. A italiana ficou desfigurada e vai ser submetida a diversas cirurgias plásticas de reconstrução.

Notaro acusou o ex-namorado, que foi preso, embora tenha negado ser o autor do crime. Tavares alegou que passou a noite com outra mulher. Contudo, as autoridades encontraram inconsistências nos testemunhos.

A modelo terminou o relacionamento de dois anos com o cabo-verdiano, em agosto, mas ele começou a persegui-la e a assediá-la através de mensagens, chamadas e visitas inoportunas, até que a jovem fez queixa às autoridades e conseguiu obter uma ordem de restrição contra Tavares.

A jovem foi eleita Miss Romagna em 2007, foi finalista do concurso Miss Itália e, posteriormente, entrou no mundo da moda, da apresentação, da dança e da música.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG