Guerra na Ucrânia

Moldávia sofre apagão após ataques russos na Ucrânia

Moldávia sofre apagão após ataques russos na Ucrânia

A empresa nacional de energia da Moldova, Moldelectrica, indicou hoje que o sistema elétrico do país está a sofrer perturbações após uma nova vaga de ataques de mísseis russos contra a vizinha Ucrânia.

"A Moldelectrica relata interrupções no sistema elétrico. Existe a possibilidade de desconexões", disse a empresa na sua página oficial no Facebook.

Registaram-se hoje explosões em várias regiões ucranianas, incluindo Odessa, Zaporijia, Vinnytsia, Cherkassi e Kiev, após o que Ukrenergo, a operadora do sistema de transmissão de eletricidade da Ucrânia, disse que o país está a sofrer o oitavo ataque maciço russo às suas infraestruturas energéticas.

PUB

A operadora explicou que o bombardeamento levou a cortes de emergência no sistema elétrico do país.

A 23 de novembro, a Moldova sofreu 'apagões' em grande escala, inclusive na capital Chisinau, na sequência de ataques russos ao sistema energético ucraniano, ao qual está ligada.

O país já havia registado perturbações no fornecimento elétrico a 15 de novembro, quando a Rússia levou a cabo o maior ataque à rede ucraniana desde o início da ofensiva, em fevereiro.

Também hoje, perto da cidade moldava de Briceni, perto da fronteira com a Ucrânia, foi descoberto um míssil não detonado, relatou o Ministério da Administração Interna da Moldova.

O projétil foi descoberto por uma patrulha da polícia de fronteira, que, devido aos bombardeamentos russos hoje, intensificou seu nível de alerta.

De acordo com os planos de ação do Ministério da Administração Interna (MAI) de Chisinau, a Polícia de Fronteira intensificou as patrulhas e elevou o nível de alerta na área de Briceni e Ocnita, no norte da Moldova.

A área onde o míssil foi descoberto foi isolada pela polícia e patrulhas de fronteira e os serviços especializados do Ministério do Interior, Bombteh e IGSU, irão inspecionar o local.

Vários moradores do distrito de Briceni também confirmaram à agência Stiri.md que ouviram duas explosões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG