Óbito

Morreu em Lisboa filha do primeiro presidente angolano, Agostinho Neto

Morreu em Lisboa filha do primeiro presidente angolano, Agostinho Neto

Leda da Silva Neto, filha do primeiro presidente de Angola, Agostinho Neto, morreu este sábado em Lisboa, com 57 anos, avançou a imprensa angolana, citando fontes familiares.

Segundo o semanário angolano "Novo Jornal", Leda Neto "faleceu de doença prolongada".

Nascida em 5 de janeiro de 1964, em Brazzaville, República do Congo, Leda Neto era a mais nova dos três filhos de Agostinho Neto com a escritora e jornalista portuguesa Maria Eugénia Neto.

A informação foi confirmada à Lusa pela irmã, Irene Neto, que adiantou que o funeral "deverá acontecer em Angola, em data a anunciar".

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, já transmitiu as suas condolências à família.

"Em nome da minha família e no meu próprio, cumpre-me o dever de apresentar as nossas mais sentidas condolências à mãe, irmãos e restantes familiares, pelo falecimento de Leda Neto, ocorrido na manhã de hoje em Lisboa", afirma o Presidente de Angola, em comunicado.

"Curvamo-nos com tristeza perante a memória de Leda Neto, que em vida soube honrar o legado de seu pai, colocando com simplicidade e bastante humildade o seu saber e conhecimento ao serviço do engrandecimento da Pátria de Agostinho Neto, seu Pai ilustre", lê-se na nota da Presidência angolana.

PUB

João Lourenço expressa ainda "indefetível solidariedade" a "toda a família enlutada neste momento de dor".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG