Mundo

Afinal, as sereias não existem

Afinal, as sereias não existem

Depois de uma série documental suscitar a dúvida sobre a existência de sereias, o governo norte-americano garante que estes seres não existem. A administração também teve de negar oficialmente a existência de zombies!

O canal televisivo norte-americano Discovery Channel exibiu, em maio, um documentário em que explicava a possibilidade das sereias existirem. O episódio, "Sereias: o corpo achado", causou muitas dúvidas na audiência mas, para acabar com o boato, a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica norte-americana disse, terça-feira, que estes seres não existem.

"São as sereias reais? Nenhuma evidência de que estes humanóides aquáticos existem foi encontrada", explica a administração norte-americana, em comunicado. Para as autoridades, que receberam inúmeras mensagens de cidadãos a pedir explicações, as sereias são criaturas aquáticas lendárias que fazem parte do imaginário das sociedades tradicionalmente ligadas ao mar desde tempos imemoriais.

"O documentário mostra um panorama muito convincente sobre a existência das sereias, como poderiam ser e o porquê de se terem mantido escondidas até agora", afirma a cadeia televisiva. Ainda que o episódio não confirme a existência destas criaturas, a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica também não desmente completamente o que foi difundido pelo documentário.

"Então, porque é que ocupam o inconsciente coletivo da maioria dos povos marinheiros? Esta é uma pergunta para os historiadores, filósofos e antropólogos", diz a administração norte-americana para concluir o comunicado. Assim, esta é a questão que fica "no ar" e permite que o mistério sobre as sereias se mantenha.

Este comunicado da administração norte-americana surge um mês depois de outro que desmentiu a existência de zombies. Após vários ataques de pessoas que, sob o efeito de substâncias químicas, atacavam e arrancavam a cara de outras, o Centro Federal para Controlo e Prevenção de Doenças teve de garantir que desconhecia a "existência de um vírus ou doença capaz de ressuscitar os mortos".

Outras Notícias