Mundo

Armas de assalto no "Google Street View"

Armas de assalto no "Google Street View"

A Google bloqueou uma controversa invenção de uma agência de publicidade holandesa. A Poolworldwide incorporou uma arma de assalto automática no "Street View", que permitia aos utilizadores andar aos tiros em qualquer local do Mundo.

A arma está "montada" no Google Street View, por isso os tiros não passavam de efeitos sonoros, sem qualquer consequência visível. No entanto, a simples ideia de andar pelas ruas de qualquer aldeia, vila ou cidade do Mundo a disparar indiscriminadamente deu notoriedade ao "Google Shoot View", como lhe chama a empresa .

A imagem que resultava desta proposta assemelha-se à visão que os jogadores têm com os chamados "first person shooters", videojogos em que o utilizador vê parte da arma quando se desloca por um cenário a três dimensões, aos tiros na primeira pessoa.

Neste caso, as imagens reais do Street View eram o cenário desta invenção da Poolworldwide. A página está indisponível, com uma mensagem da empresa a apontar o dedo à Google e a prometer voltar assim que possível.

Enquanto isso, continua no Youtube um vídeo promocional da invenção, feito ao jeito de um "teaser" de jogo de vídeo. Para maiores de 18 anos.

A empresa, criada em 2006, diz acreditar "numa audiência com formação multimédia". Com uma equipa de pessoas provenientes de "áreas diferentes da indústria criativa", a Poolworldwide pretende "redefinir as regras do digital", pode ler-se no site da empresa que, para já, conseguiu ganhar notoriedade com esta polémica proposta.