galerias

Artista esconde 9300 euros para atrair clientes

Artista esconde 9300 euros para atrair clientes

Um artista britânico escondeu um cheque com portador em branco no valor de 8 mil libras (9300 euros) na galeria onde expõe as suas obras para tentar atrair mais visitantes e estimular a vida cultural da sua cidade.

Segundo o diário britânico "Telegraph", Tomas Georgeson deixou esta terça-feira de manhã o cheque na galeria de Milton Keynes - uma cidade da região de Buckinghamshire - e publicou um anúncio num jornal local aliciando o público a encontrar o "cheque em branco de 8 mil libras" que está "escondido algures" na galeria.

Se ninguém encontrar o cheque até dia 1 de março, o artista plástico irá buscá-lo ao esconderijo.

Tomas Georgeson afirmou ao jornal britânico que pretendeu apoiar a galeria, conseguindo que as pessoas "entrem pela porta e mudem o ambiente" do espaço, acrescentando que o público está "desligado" das artes na cidade de 250 mil habitantes.

Por isso, passou o cheque no valor quase total das suas economias, garantindo que o cheque "não é careca".

"Estou preparado para assumir as consequências de alguém o encontrar e levantar. Mais importante do que possa acontecer é o facto de o cheque lá estar. Se alguém o usar para pagar a prestação da casa, esses pagamentos serão uma forma de arte, o que me parece uma coisa miraculosa", argumentou.

Os responsáveis da galeria, que não foram informados do gesto de Georgeson, afirmaram ter revistado o espaço, mas não encontraram nada.

A cidade de Milton Keynes, 72 quilómetros a noroeste de Londres, é uma das "novas cidades" que cresceram de forma planeada em torno de um centro urbano já existente nos anos 60, uma iniciativa dos governos britânicos nos anos a seguir à Segunda Guerra Mundial que visava fazer face à escassez de habitações na capital fustigada pelos bombardeamentos alemães.