Insólito

Casal canadiano adotou porca e comeu-a um mês depois

Casal canadiano adotou porca e comeu-a um mês depois

Um casal canadiano adotou, em janeiro, uma porca como animal de estimação. Um mês depois, o animal foi morto e, consequentemente, comido. O acontecimento chocou a comunidade, que exige maior proteção dos animais no Canadá.

Molly foi resgatada, há um ano, pela Sociedade de Prevenção da Crueldade Animal (BC SPCA), em British Columbia, no Canadá. O animal ganhou peso e melhorou a sua saúde. Em janeiro, um casal canadiano adotou o animal e comeu-o um mês depois.

Segundo a plataforma Animal Justice, o casal publicou, no Snapchat, fotografias e vídeos da preparação da carne do animal.

Um dos elementos do casal, no Facebook, mostrou-se "arrependido" e explicou que nunca adotou Molly com o intuito de a matar. Segundo Lorie Chortyk, gerente da BC SPCA, o casal não irá ser punido por esta atitude, devido à lei canadiana.

"Porque os animais são considerados propriedade, assim que o acordo de adoção é feito, o dono passa a ser o proprietário legal do animal", refere Lorie, em declarações ao canal canadiano Global News.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG