Mundo

Descobertos cérebros, partes de pulmões e corações de mais de 100 pessoas

Descobertos cérebros, partes de pulmões e corações de mais de 100 pessoas

Cérebros, partes de pulmões e corações de mais de cem pessoas foram encontrados num depósito nos EUA, cujo último proprietário foi um médico forense, informou esta quarta-feira o diário Northwest Florida Daily News na sua edição digital.

"A pessoa que comprou a unidade de depósito descobriu os restos humanos quando a abriu", disse o procurador estatal do Primeiro Círculo Judicial de Florida, Bill Eddins.

O depósito foi vendido em leilão, acrescentou o jornal.

O depósito com os restos humanos, incluindo dez cérebros e mostras de tecido, situa-se em Pensacola, no Noroeste do Estado da Florida.

"O conteúdo parece ser uma grande coleção de cérebros e restos humanos. Parece que muitos deles resultaram de autópsias privadas, realizadas pelo [antigo] proprietário, que era o doutor Berkland", especificou Eddins.

Em princípio, trata-se do antigo médico forense dos condados de Okaloosa e Walton, Michael Berkland.

Eddins disse que a Procuradoria está a investigar, mas que ainda não falou com Berkland.

Ainda segundo o diário, crê-se que Berkland "foi destituído dos seus deveres nos condados de Okaloosa e Walton em 2003, pelo então médico forense Gary Cumberland. Cumberland justificou com a incapacidade de Berkland processar a tempo os relatórios das autópsias".

Em 1999, tinha sido revogada a licença como médico forense no Estado do Missouri, depois de se ter detetado em 1996 que tinha falsificado declarações nos relatórios das autópsias, alegando que tinha sido obrigado a dividir alguns especímenes de cérebro, acrescenta o Northwest Florida