EUA

Dois youtubers detidos dentro da Área 51 dias antes da "invasão"

Dois youtubers detidos dentro da Área 51 dias antes da "invasão"

A dez dias do evento mundial marcado para invadir a Área 51, dois youtubers holandeses entraram na base militar secreta norte-americana e acabaram detidos, já depois de terem andado durante cinco quilómetros dentro do local.

É um dos locais mais misteriosos dos EUA, associado a mitos e teorias da conspiração e guardado por sistemas de segurança de alta tecnologia, como sensores de movimento e câmaras de alta-definição, e militares armados e camuflados. Para muitos, a Área 51, no Estado do Nevada, é o local onde os governos norte-americanos mantêm tecnologia extraterrestre e, para os mais excêntricos, vida alienígena.

O mistério levou três páginas de Facebook a criarem um evento nas redes sociais, marcado para dia 20 de setembro, em que apela à invasão do local - "Invadir a Área 51, Eles Não Nos Podem Parar a Todos", em português.

Dez dias antes da data, dois youtubers desrespeitaram a sinalética de proibição presente na entrada do espaço e invadiram-no. Ties Granzier e Govert Sweep, de 20 e 21 anos, foram encontrados, na terça-feira, dentro da base, a quase cinco quilómetros do portão de entrada. Foram libertados no dia seguinte, sob pagamento de 500 dólares (453 euros) de fiança, anunciou a Polícia do condado de Nye.

Os dois jovens produzem conteúdos virais para o YouTube e são seguidos por milhares de seguidores. Estavam dentro de um carro quando foram abordados pela Polícia. Questionados sobre se tinham visto a placa que indica a proibição de entrada naquele território, responderam que "sim", mas que "queriam ver o que havia nas instalações".

Dentro do veículo, as autoridades encontraram câmaras de fotografar e filmar, um telemóvel, um computador portátil e um drone. As investigações aos materiais revelaram que os dois youtubers já tinham recolhido imagens captadas no interior da base militar, sendo que todos os vídeos e fotografias foram depois apagados.