Mundo

Bombeiros combatem fogo em avião errado

Bombeiros combatem fogo em avião errado

Os bombeiros do aeroporto de Fuzhou, na China, lançaram espuma para apagar um incêndio num avião. Mas o que estava a arder era o motor da aeronave da frente.

O motor direito de um Boeing 737 da Air China incendiou-se quando estava no acesso à pista para levantar voo, esta sexta-feira de manhã, na pista do aeroporto de Fuzhou, na província chinesa de Fujian.

O primeiro a reparar no fogo foi o comandante de um avião que estava atrás, uma aeronave da "Fuzhou Airlines". Avisou o homólogo da "Air China", que desligou o motor, e chamou os bombeiros.

Oito carros chegaram ao local em menos de dois minutos e lançaram espuma para o avião da Fuzhou, que tinha dado o alerta, em vez de arrefecerem o motor do avião que se tinha incendiado, disse uma fonte da "Fuzhou Airlines", citada pela imprensa chinesa.

Quando os bombeiros repararam no erro, mudaram a agulheta para o avião certo, o da "Air China", que tinha o motor sem sobreaquecimento, mas o avião da Fuzhou já estava coberto de espuma.

Os passageiros tiveram de deixar a aeronave, que só foi autorizada a descolar depois de lavada e inspecionada pela Boeing.

Em face do incidente, a direção do aeroporto encerrou a pista, durante mais de 90 minutos, o que originou atrasos, de até cinco horas, em mais de uma dúzia de voos.