O Jogo ao Vivo

Televisão

Fã em greve de fome junto à sede da Netflix após cancelamento de série

Fã em greve de fome junto à sede da Netflix após cancelamento de série

Uma fã da serie "The OA" entrou em greve de fome junto à sede da Netflix, em Los Angeles, como protesto contra o cancelamento de série de mistério e ficção científica.

The OA, criada por Brit Marling e Zal Batmanglij, foi cancelada pela Netflix no início deste mês, o que levou a uma campanha de protesto nas redes sociais com a hashtag #SaveTheOA.

Um dos mais descontentes com a decisão da empresa norte-americana é Emperial Young, de 35 anos, que afirma não comer desde o dia 16 de agosto e que planeia continuar com a greve de fome até que a rede renove a série.

"Entretenimento é alimento para a alma humana e o algoritmo da Netflix não vê isso", disse Emperial, que está atualmente desempregada, durante um evento de protesto.

"Ao não comer, estou a dizer que este programa é mais importante para mim do que comida. Embora pareça que estou a protestar contra o fim da série, estou a protestar contra as forças capitalistas que mataram o programa", escreveu no Twitter.

"The OA não é como a maioria dos programas. A sinceridade, a filosofia. É um programa tão importante para tantas pessoas (...) Lida com tantas questões importantes, o trauma, a dor e a saúde mental. E é também uma experiência incrivelmente criativa e incrível"

Young garantiu ao site IndieWire que vai continuar até quando for preciso. "Gandhi fez muitos jejuns, o mais longo foi de 21 dias, mas a maioria foi de cinco a seis dias. Eu vou ver até onde consigo chegar."