Mundo

Implantes salvam mulher de tiros à queima-roupa

Implantes salvam mulher de tiros à queima-roupa

Uma mulher canadiana afirmou em tribunal que os implantes mamários lhe salvaram a vida, quando foi atingida por dois disparos de uma arma de 9 mm.

Eileen Likness, uma canadiana residente na cidade de Calgary, afirmou em tribunal, na passada quarta-feira, que foram os implantes mamários que a salvaram de dois tiros disparados à queima-roupa pelo seu ex-namorado.

Segundo o jornal "Toronto Sun", tudo se passou em janeiro de 2006 quando Fernando Chora, de 61 anos, atingiu Eileen Likness, durante uma discussão, com dois disparos de uma arma de calibre 9 mm.

Pelo que foi apurado em tribunal, tudo se passou depois de Eileen ter se cansado de transportar o ex-namorado no seu carro, depois de horas de viagem, e o ter expulsado da viatura.

De acordo com a vítima, as balas atingiram-na no braço direito, arranharam-lhe o tórax e acabaram por trespassar os seus dois implantes, destruindo-os por completo.

Entretanto, Eileen já se submeteu a uma nova intervenção cirúrgica para repor os seus implantes, depois de algum tempo de recuperação.

Fernando Chora está a ser julgado por tentativa de homicídio, assalto e posse de armas.