Internet

Instagrammer desfaz-se em lágrimas porque não quer emprego das 9 às 17

Instagrammer desfaz-se em lágrimas porque não quer emprego das 9 às 17

Uma bloguer com mais de 113 mil seguidores no Instagram partilhou no YouTube um apelo emocionado aos utilizadores da rede social, depois de a sua conta ter sido eliminada.

No vídeo, Jessy Taylor surge desfeita em lágrimas enquanto pede às pessoas que não denunciem o seu perfil de Instagram, que diz ser a sua única fonte de rendimento. E vai mais longe, garantindo que não foi feita para um trabalho das 9 às 17 horas.

"A minha conta de Instagram foi eliminada. Estou a tentar recuperá-la e a pedir ajuda a toda a gente, não sei porque é que não está a funcionar. Eu não sou nada sem os meus seguidores, não sou nada sem os meus seguidores", diz a bloguer no vídeo, que tem cerca de 188 mil visualizações desde que foi publicado, na terça-feira.

"Eu quero dizer a toda a gente que me está a reportar para pensar duas vezes, porque está a arruinar a minha vida. Eu ganho todo o meu dinheiro online e não quero perder isso. Sei que as pessoas gostam de me ver em baixo e que seja como 90% delas, que trabalham das 9 às 17 horas, mas eu não sou. Não estou em Los Angeles para ser assim (...) Trabalhei muito para chegar onde estou e tirarem-me isso é a pior sensação do mundo", continuou.

Não é conhecida a razão pela qual a conta de Instagram de Jessy, entretanto reposta, foi eliminada, e é várias vezes denunciada.

Na mensagem, Jessy admite ter sido prostituta no passado e ter trabalhado num restaurante McDonalds antes de se dedicar às redes sociais, sublinhando que não quer regressar a nenhum desses momentos da sua vida. Arranjar outra ocupação não está em cima da mesa. "O que alguns de vocês têm de perceber é que eu não tenho capacidade. Tenho 20 mil dólares em dívida à Universidade por isso nem poderia estudar mesmo que quisesse".

"Antes de ter tudo o que tenho, era uma falhada", rematou.

Imobusiness