Redes sociais

"Miss Hitler". O polémico concurso de beleza organizado por um português

"Miss Hitler". O polémico concurso de beleza organizado por um português

É um concurso de beleza promovido e divulgado na rede social russa VK, equivalente ao Facebook. Mas não é um concurso qualquer. Chama-se "Miss Hitler" e pretende eleger a concorrente com a melhor saudação nazi e a melhor justificação sobre por que ama e venera o III Reich. E é organizado por um português.

Numa rápida visita à página "Miss Hitler 2019 Contest", na rede VK, perde-se a conta à quantidade de imagens promocionais do concurso. A maior parte em inglês, mas há também mensagens em várias outras línguas, desde sueco, japonês, chinês, polaco, espanhol, russo... e português.

"Envia 1 ou 3 fotos, escolhe um nick name, e escreve algumas palavras para te representar. Participa e vem celebrar este concurso, esperemos que gostes", pode ler-se numa das imagens partilhadas naquela página.

O administrador - ou um dos administradores - da página é português e identifica-se pelo nome "João Branco" no perfil daquela rede social, com uma fotografia do partido político de extrema-direita Partido Nacional Renovador (PNR) e a data "26 de maio", dia das eleições europeias. No mesmo perfil, pode ver-se que é de Lisboa e que nasceu em 1979 (tem 39 anos).

A ideia do concurso passa pela participação de mulheres que enviam fotos a fazer a saudação nazi e a escrever um texto a explicar a razão pela qual amam e veneram o III Reich.

A edição do ano passado causou tanta polémica que os administradores do VK bloquearam a página do evento. No entanto, a conta foi reativada e ainda decorre a edição deste ano, na fase de candidaturas. A fase da seleção e a final do concurso decorrem entre os dias 8 de agosto e 1 de setembro, segundo aquela página.

João Branco, questionado pelo JN, afirma que "o concurso serve para derrubar dogmas e romper os tabus".