Mundo

Pai aos 96 anos depois de 86 como celibatário

Pai aos 96 anos depois de 86 como celibatário

Ramjeet Raghav, de 96 anos, foi celibatário até aos 86. Há 10 anos, conheceu Shakuntala Devi e decidiu constituir família. Foi pai pela segunda vez, agora, e reclama o título de "novo pai mais velho do Mundo".

Ramjeet Raghav tem 96 anos. Idade suficiente para ter um rancho de netos, bisnetos e até trinetos. Mas este indiano quase centenário acaba de ser pai, pela segunda vez.

Shakuntala Devi, de 52 anos, deu à luz o segundo filho, a 5 de outubro, e Ramjeet Raghav sentiu que tinha completado um projeto de vida iniciado dez anos anos. E também, entrado no livro dos Records do Guiness, como o novo pai mais velho do Mundo.

Ramjeet Raghav foi celibatário durante 86 anos. Em 2002, conheceu Shakuntala Devi e deu novo rumo à vida. "Após algum tempo juntos, decidimos aumentar a família e aspirávamos a ter dois filhos. Com a graça de Deus, os nossos desejos foram realizados", disse, em declarações ao jornal Times of India.

A publicação assegura que a idade do homem está verificada e consta dos registos da província de Haryana, na Índia. "Os meus vizinhos ficam muito ciumentos e estão sempre a perguntar-me qual o segredo, mas apenas digo que é a vontade de Deus", revelou Raghav.

"Acho que é muito importante um casal ter sexo regularmente e quando a minha mulher o deseja posso fazê-lo toda a noite, mas pelo bem estar dos meus filhos tive de pôr as minhas necessidades um pouco de lado", revelou Ramjeet Raghav, um ex-lutador que também trabalhou como agricultor.

Em 2010, quando foi pai pela primeira vez, Raghav, então com 94 anos, tornou-se no "O novo pai mais velho Mundo", recorde que bateu agora, com o segundo filho. "Sinto-me feliz por ter dois filhos saudáveis. Vai ser duro, mas sou um homem feliz", diz.

"Era capaz de ter mais filhos", afiança Raghav, que faz uma dieta alimentar composta de leite, manteiga e amêndoas.

"Por razões financeiras, vou pedir para a minha mulher ser esterilizada, porque não temos condições para ter mais filhos. Quero que os meus rapazes vão para a escola. Quero proporcionar-lhes o que precisarem na vida", acrescentou.