Mundo

Restaurante na China recusa servir "japoneses, filipinos, vietnamitas e cães"

Restaurante na China recusa servir "japoneses, filipinos, vietnamitas e cães"

Um aviso num restaurante em Pequim, que proíbe a entrada de clientes de alguns países asiáticos com conflitos territoriais com a China, está a provocar um enorme protesto entre vietnamitas e filipinos.

O restaurante "Pequim Snacks", que fica perto da Cidade Proibida, afixou um aviso onde se pode ler: "Este estabelecimento não serve japoneses, filipinos, vietnamitas e cães". O aviso foi denunciado em fóruns vietnamitas e filipinos na Internet.

O jornal estatal vietnamita Tuoi Tre referiu que há uma "fúria online", considerando o caso como um exemplo do extremo nacionalismo chinês que merece ser condenado.

"Isto ensina o ódio às gerações mais jovens", escreveu a vietnamita Andrea Wanderer na sua página da rede social Facebook. Um outro internauta indicou que o proprietário do restaurante sofreu "uma lavagem cerebral do governo" chinês.

Já os filipinos reagiram com um misto de cólera e humor.

"Racismo flagrante no restaurante em Pequim", denunciou a jornalista Verónica Pedrosa na sua conta do Twitter.

O Vietname e as Filipinas disputam com Pequim alguns arquipélagos no Mar da China meridional.

A China e o Japão tem uma contenda em relação a algumas ilhas no Mar da China oriental.

O departamento de Estado filipino está a tentar acalmar a polémica, referindo que é uma "opinião privada" do dono do restaurante, que já confirmou que nenhuma autoridade chinesa o contactou para retirar o aviso.

O texto faz lembrar as polémicas que surgiram ainda no período do Império Britânico, que controlava partes da China, em que alguns estabelecimentos especificavam que os chineses não eram bem-vindos.