Chechenia

Líder checheno insulta árbitro pelos altifalantes do estádio

Líder checheno insulta árbitro pelos altifalantes do estádio

O presidente da Chechénia, Ramzan Kadyrov, apoderou-se do sistema de som do estádio da equipa local, o Terek Grozny, para chamar corrupto ao árbitro durante uma partida com o Rubin Kazan. Veja o vídeo.

"O árbitro é corrupto. Seu idiota", foram gritos saídos dos altifalantes do estádio do Terek Grozny (aos 53 segundos do vídeo), que defrontava o Rubin Kazan, em encontro da Liga russa realizado domingo e que terminou com um empate a zero.

Ramzan Kadyrov assumiu, esta segunda-feira, ter sido ele a interromper o jogo com a sua voz para insultar o árbitro, numa declaração feita à agência de notícias russa RIA Novosti.

"Eu tinha sérias razões para o fazer. Além do mais, as minhas queixas contra o árbitro não estão relacionadas apenas com o jogo de ontem. As ações do árbitro requerem cuidadosa investigação. Não devemos permitir que um só homem possa estragar todo um jogo", sustentou.

O incidente ocorreu quando o árbitro Mikhail Vilkov mostrou um cartão vermelho ao capitão da equipa da casa, Rizvan Utsiyev.

Logo a seguir, um grito furioso ecoou por todo o estádio, recolhendo aplausos do público, de acordo com imagens televisivas colocadas no YouTube.

O líder checheno arrependeu-se e, ainda na noite de domingo, colocou uma mensagem na rede social da internet Instagram a pedir desculpa.

"Peço desculpas a todo o mundo do futebol pelo que eu disse no calor do momento, mas não ao árbitro, ele merecia que eu lhe chamasse corrupto", argumentou.

Kadyrov, que recentemente foi notícia por ter oferecido um apartamento ao ator gaulês Gerard Depardieu em Grozny, capital da Chechénia, na sequência do seu diferendo fiscal com o governo francês, governa com um estilo paternalista, informal, e raramente usa gravata.

Um relatório sobre o incidente foi enviado para a Federação Russa de Futebol e para o diretor executivo da Liga russa, Sergei Cheban, noticiou a agência de notícias Interfax.

A punição pode ser uma multa ou a realização de jogos à porta fechada, noticiaram os média russos.