Mundo

Massagista brasileiro impede golo e leva equipa à semifinal

Massagista brasileiro impede golo e leva equipa à semifinal

O massagista da equipa de futebol brasileira Aparecidense evitou um golo da equipa adversária e garantiu a passagem da equipa à semifinal. Depois de defender a baliza, Romildo Fonseca fugiu do campo, perseguido pelos jogadores do Tupi. Veja o vídeo.

O massagista Romildo Fonseca da Silva não conseguiu evitar saltar para o campo de futebol para defender a baliza da sua equipa, no último minuto do jogo, quando viu que o guarda-redes do Aparecidense não teria hipótese de defender o remate da equipa adversária.

No último minuto da partida da quarta liga, entre o Aparecidense e o Tupi, as equipas encontravam-se empatadas 2-2. Romildo Fonseca, que se encontrava atrás da baliza, decidiu entrar em campo para auxiliar a equipa. Ao evitar dois golos, que teriam garantido a vitória ao Tupi, Romildo Fonseca colocou imediatamente o Aparecidense na semifinal.

Logo após ter defendido a baliza, o massagista correu para sair do campo, perseguido por uma multidão furiosa de jogadores do Tupi.

Depois de 20 minutos de discussão, os árbitros decidiram não atribuir nenhum golo ao Tupi. O empate final garantiu passagem da Aparecidense à semifinal.

"Era a nossa única hipótese. Se não o tivéssemos feito, o Aparecidense tinha sido eliminado", disse Romildo Fonseca da Silva à imprensa.

O resultado final está a ser contestado pelo Tupi, que denunciou o caso ao tribunal e que espera que as autoridades intervenham naquele que consideram ser "um dos mais vergonhosos episódios da história do futebol brasileiro".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG