Daguestão

Preso por usar chama de memorial da II Guerra Mundial para cozinhar

Preso por usar chama de memorial da II Guerra Mundial para cozinhar

Um homem foi preso por utilizar a chama de um memorial aos soldados da II Guerra Mundial para fazer um churrasco, na República do Daguestão, na cidade de Derbent, na Rússia.

O vídeo partilhado nas redes sociais mostra o residente local agachado em frente à chama, que está sempre acesa, rodeado de rosas e a segurar um espeto de carne. "Não há necessidade de carvão", diz o homem, a sorrir, enquanto estava a ser filmado.

Foi imediatamente detido e encontra-se a aguardar inquérito das autoridades judiciais, avança a agência noticiosa russa TASS.

Dezenas de cidades russas tem uma "Chama Eterna", em memória de todos os soldados que lutaram e morreram na II Grande Guerra.

Nos últimos anos, vários memoriais começaram a ser vandalizados e desrespeitados, com pessoas a apagar as chamas, a gravar vídeos a dançar e a cozinhar, avança o "The Independent".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG