Mundo

Programa australiano vende virgindade uma vez por semana

Programa australiano vende virgindade uma vez por semana

Um novo "reality show" australiano, baseado no caso da jovem Catarina Migliorini, poderá estrear em breve. O programa, anteriormente pensado como um documentário sobre o leilão e a consumação da "primeira vez" de dois jovens, pode agora ganhar novos contornos.

O nome da jovem de 20 anos, Catarina Migliorini, correu o mundo quando revelou a sua participação no documentário "Virgins Wanted"; o programa em que dois jovens, de diferentes sexos, leiloavam as suas respetivas virgindades.

O valor do leilão de Catarina atingiu os 600 mil euros, licitados por um japonês da qual apenas se conhece um nome (e que pode ser fictício), Natsu. Catarina e Natsu já se encontraram mas a jovem garante que continua "intocável" até decidir se aceitará a prosposta, que lhe abriu as portas a uma sessão fotográfica com a revista Playboy.

O cineasta responsável pelo documentário, Justin Sisely, pretende agora converter o anterior documentário num "reality show" semanal, onde é possível comprar a virgindade dos candidatos através de licitações.

Contactado pelo jornal norte-americano The Huffington Post, Sisel confirmou ter assinado um contrato com uma empresa multi-nacional, distribuidora de conteúdos televisivos.

Entretanto, Sisel prevê já uma sequela do Virgin Wanted: "Recebemos novas mensagens de correio eletrónico todas as semanas, quer de virgens, quer de potenciais licitadores. Temos, no momento, mais de 500 vídeos de homens e mulheres, de todo o mundo, a explicarem porque devem ser os próximos leiloados.".

Quanto à veracidade da "condição" dos candidatos, o cineasta diz ter um método infalível. Médicos, um pouco por todo o mundo, mostram-se cépticos quanto ao método de Sisel.

PUB

O programa que gerou controvérsia e cepticismo, pode muito em breve, gerar ainda mais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG