Tecnologia

Nasce o primeiro sindicato de youtubers

Nasce o primeiro sindicato de youtubers

A "Internet Creators Guild" pretende ser uma ferramenta para ajudar os youtubers a defenderem-se contra os abusos e a exploração.

Em apenas uma década, os utilizadores do Youtube passaram dos 20 aos mil milhões, o que provocou um aumento de conteúdos. E, além disso, a plataforma de vídeo já não pode ser considerada um espaço habitado unicamente por criadores amadores, porque já se tornou num lugar onde estes coabitam com produtores e agentes profissionais.

Neste contexto, de normas rígidas mas muito desconhecidas, os youtubers começam a ser um alvo coletivo de abusos por parte das grandes - e não tão grandes - corporações. Tal como na Hollywood dos anos 30, em que as produtoras já estavam estabelecidas, o Youtube apresenta um grande número de criadores de conteúdos que, como os atores daquela época, vivem situações de precariedade.

Com características muito próprias, os fundadores do Internet Creators Guild (ICG), o sindicato de youtubers, sublinham que este não se trata de um sindicato tradicional: "Nós, criadores para a internet, temos mais possibilidades do que o trabalhador médio. Temos acesso direito ao nosso público, algo que ninguém pode bloquear, pelo que algumas das estruturas sindicais mais comuns não são necessárias. No entanto, as nossas comunidades são também muito vagamente definidas e coordenadas, o que leva a mal-entendidos", afirmam em um comunicado.

A organização está especialmente direcionada para aqueles que ainda estão a começar neste mundo ou que têm canais pequenos.

Nas palavras de Sam Mollaei, advogado especializado em contratos de YouTube e que, no último ano, já participou em mais de cem casos de aconselhamento jurídico neste âmbito, "a maioria dos problemas têm origem no facto de o YouTube ser um lugar tão novo e onde ainda há muitas incógnitas. Além disso, existe muito pouca informação sobre a forma de atuar ". No seu primeiro mês de vida, o ICG já soma mais de 400 pessoas.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG