O Jogo ao Vivo

Afeganistão

NATO condena veemente "horrível ataque terrorista" em Cabul

NATO condena veemente "horrível ataque terrorista" em Cabul

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), Jens Stoltenberg, disse esta quinta-feira condenar "veementemente" aquele que classificou como "horrível ataque terrorista" junto ao aeroporto de Cabul, no Afeganistão, defendendo uma rápida e segura retirada de civis.

"Condeno veementemente o horrível ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul", escreveu Jens Stoltenberg, numa reação publicada na sua conta oficial da rede social Twitter.

Após tal explosão, a prioridade da NATO "continua a ser retirar o maior número possível de pessoas para um local seguro o mais rapidamente possível", vincou o responsável.

"Os meus pensamentos estão com todos os afetados e os seus entes queridos", disse ainda Jens Stoltenberg.

Na passada sexta-feira, o responsável pela Aliança Atlântica tinha admitido que o principal desafio da operação de retirada em curso de cidadãos estrangeiros e afegãos de Cabul era "assegurar que as pessoas podem chegar e aceder ao aeroporto".

Tal posição foi manifestada no mesmo dia em que os ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, reunidos por videoconferência, manifestaram "profunda inquietação com os acontecimentos dramáticos" no Afeganistão, exortando os talibãs a facilitar a saída dos cidadãos estrangeiros e afegãos em situação de risco.

A explosão de hoje junto do aeroporto de Cabul matou e feriu vários afegãos, segundo testemunhas que se encontravam junto de um dos principais portões onde se aglomeram milhares de pessoas.

PUB

Autoridades norte-americanas citadas por vários meios de comunicação social dos Estados Unidos indicam que se tratou de um atentado suicida e diversas testemunhas falam em vítimas mortais e diversos feridos entre a população afegã.

O ataque ocorreu junto a um dos portões do aeroporto de Cabul, onde se aglomeram milhares de afegãos, que procuram fugir do seu país antes do final da ponte aérea para a evacuação do Afeganistão.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já foi informado sobre a explosão, segundo uma fonte da Casa Branca.

Em Moscovo, o Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou ter-se tratado de um atentado suicida que terá provocado a morte de pelo menos duas pessoas e 15 feridos, sem indicar as suas nacionalidades.

E em Ancara, o Ministério da Defesa da Turquia disse terem sido registadas duas explosões nas imediações do aeroporto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG