Rússia

Navalny anuncia greve de fome

Navalny anuncia greve de fome

O opositor russo Alexei Navalny, detido numa colónia penitenciária, anunciou esta quarta-feira uma greve de fome, após denunciar a ausência de acesso a cuidados de saúde e uma "tortura" por privação do sono.

"Declaro uma greve de fome para pedir a aplicação da lei e para ser assistido por um médico", escreveu Navalny na sua conta na rede social Instagram, em que diz sofrer de dores nas costas e nas pernas.

"Que posso fazer em contrário? Tenho o direito de ser analisado por um médico e de receber medicamentos. E não me permitem nem uma coisa nem outra", prosseguiu.

Este anúncio surge após o crítico do Kremlin ter afirmado na semana passada que a sua saúde se deteriorava.

Vítima de um envenenamento com um agente neurotóxico em agosto passado, atribui a responsabilidade ao Kremlin, que rejeita qualquer envolvimento.

Militante anticorrupção e feroz crítico do Presidente Vladimir Putin, foi detido em janeiro, logo após o seu regresso à Rússia proveniente da Alemanha, onde permaneceu em convalescença durante cerca de cinco meses.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG