Brexit

Ferramentas antigas Netscape Navigator e Mozilla Mail referidas no acordo do Brexit

Ferramentas antigas Netscape Navigator e Mozilla Mail referidas no acordo do Brexit

O navegador de internet Netscape Navigator e o software Mozilla e-mail estão referidos no documento do acordo do Brexit, sendo intituladas de serviços "modernos". Na realidade as ferramentas já têm décadas.

As referências ao browser Netscape Navigator e ao serviço de e-mail do Mozilla encontram-se na página 921 do novo acordo, na secção que aborda a tecnologia de encriptação. Os programas foram lançados em 1994 e em 2004, respetivamente.

"Pacotes de software de e-mail modernos, incluindo Outlook, Mozilla Mail, bem como Netscape Communicator 4.x.", lê-se no texto. Acontece porém que as ferramentas Netscape e Mozilla mail já não são usadas atualmente.

É igualmente recomendado o uso de algoritmos de encriptação como o SHA-1 e o RSA de 1024 bits, que hoje em dia já se encontram desatualizados. Apesar de serem "uma boa seleção há cerca de uma década atrás, já não estão à altura dos padrões de segurança modernos", afirma Bill Buchanan, perito em criptografia da Universidade Napier de Edimburgo.

Os especialistas acreditam que o erro aconteceu devido a informações que foram copiadas e coladas de documentos antigos. "É evidente que algo está errado na redação deste acordo, e arriscamos a dizer que um funcionário público cansado simplesmente cortou e colou um documento de segurança do final dos anos 90", diz o site Hackaday, citado pela BBC.

As negociações do Brexit terminaram na véspera de Natal, com um acordo de mais de 1.200 páginas. A votação dos 27 estados-membros da UE foi unânime e prevê-se que o Parlamento do Reino Unido também o aprove na quarta-feira, de forma a entrar em vigor provisoriamente a 1 de janeiro.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG