Mundo

Noite de violência em Londres

Noite de violência em Londres

A polícia está a tentar controlar a violência em Tottenham, no norte de Londres, onde dois carros da polícia e um autocarro foram incendiados e lojas saqueadas na noite de sábado, na sequência da morte de um residente local poucos dias antes.

Um elevado número de polícias de intervenção, alguns a cavalo ou usando cães, foram enviados para o local e o comandante da Polícia Metropolitana, Stephen Watson, prometeu "restaurar a normalidade o mais rápido possível".

"Temos um número significativo de agentes e estamos a preparar um plano de contingência", afirmou à estação de televisão Sky News, acrescentando que até agora não há feridos a registar.

Todavia, admitiu que a situação é "complexa e em evolução".

Os incêndios dos veículos da polícia e do autocarro foram extintos, porém as televisões britânicas deram conta de relatos de mais incidentes noutras partes do bairro e de outros veículos em chamas.

Tudo começou com um protesto pacífico a propósito da morte de Mark Duggan, um homem de 29 anos, na quinta-feira, durante uma operação policial.

Duggan morreu no táxi onde seguia na sequência de uma troca de tiros quando um polícia tentou fazer uma detenção relacionada com crime violento mas não são conhecidos os pormenores do incidente.

PUB

Cerca de uma centena de locais marchou na noite de sábado até à esquadra da polícia, onde objetos foram arremessados e dois carros das forças de segurança incendiados.

A violência ter-se-á então agravado e alastrado a alvos civis, nomeadamente um autocarro, também incendiado, e a várias lojas, cujas vitrinas foram partidas e o conteúdo saqueado.

Segundo testemunhas, estavam envolvidos sobretudo jovens, alguns de cara tapada, tendo-se depois formado uma multidão para observar os acontecimentos.

O deputado eleito pela região David Lamy, que tinha alertado na sexta-feira para o acentuar da tensão na área, emitiu um comunicado alegando que a violência "não é representativa da vasta maioria das pessoas de Tottenham".

O deputado lembrou ainda os motins de 1985 registados em Tottenham, que resultaram na morte de um polícia, e alertou para o risco destes confrontos, sublinhando que "a verdadeira justiça" só pode surgir com uma "profunda investigação dos factos".

Também o Mayor de Londres, Boris Johnson, vincou que a morte de Mark Duggan está a ser investigada.

"Violência e destruição de bens não farão nada para facilitar esta investigação e apelamos aos envolvidos para que respeitem a lei", concluiu.

Outras Notícias