O Jogo ao Vivo

Homicídio

Noiva de Jamal Khashoggi pede punição imediata de príncipe saudita

Noiva de Jamal Khashoggi pede punição imediata de príncipe saudita

A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado no consulado de Istambul, pediu, esta segunda-feira, que se punisse "sem demora" o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, pelo assassinato.

A declaração da noiva Hatice Cengiz surge após ser revelaado pelos Estados Unidos, na sexta-feira, um relatório que reconhece que o príncipe, apelidado de "MBS", "validou" uma operação para "capturar ou matar" Khashoggi, em 2018. Um documento que foi já formalmente rejeitado pelos sauditas.

"É essencial que o príncipe herdeiro, que ordenou o assassinato brutal de uma pessoa inocente, seja punido sem demora", afirma Hatice Cengiz, em comunicado no Twitter. "Se não for, o sinal enviado é o de que o principal culpado vai ficar impune, e isso vai ser perigoso para todos nós, para além de ser uma mancha na Humanidade", acrescenta.

PUB

Na mesma linha, Cengiz reforçou o apelo para que os líderes mundiais se distanciem de Mohammed e decretem punições à Arábia Saudita. "Começando pela Administração Biden, é vital que todos os líderes mundiais se questionem sobre se estão preparados para apertar a mão [do Príncipe Mohammed]", afirma a noiva.

Questionado sobre as críticas feitas por não punir o príncipe herdeiro, o presidente dos EUA, Joe Biden, informa que será divulgada ainda esta segunda-feira uma decisão sobre o assunto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG