Coreia do Norte

Norte-coreanos preocupados com a perda de peso de Kim Jong-un

Norte-coreanos preocupados com a perda de peso de Kim Jong-un

A Coreia do Norte mostra-se preocupada com um alegado problema de saúde de Kim Jong-un, após um residente de Pyongyang ter referido numa entrevista à televisão estatal KRT, fortemente controlada pelo Estado, que a perda de peso do ditador "parte o coração do povo".

O "líder supremo" da Coreia do Norte esteve desaparecido dos olhares do público durante quase um mês, tendo reaparecido no início de junho, com uma notável perda de peso, que começou a preocupar os média estatais e a população do país.

"Ver o respeitado secretário-geral [Kim Jong-un] tão magro parte o coração do povo", referiu um cidadão norte-coreano numa entrevista à televisão estatal na sexta-feira, acrescentando que "toda a população ficou com lágrimas nos olhos".

A televisão estatal confirmou assim alegada perda de peso do líder, porém depois de ter transmitido o testemunho do cidadão norte-coreano, a KRT não adiantou mais informações sobre o estado de saúde de Kim Jong-un.

Também outros países do mundo mostraram-se preocupados com este alegado problema de saúde do líder da Coreia do Norte, uma vez que Kim Jong-un governa um país com um programa de armas nucleares, que tem desenvolvido testes contestado, sobretudo, pelos Estados Unidos da América.

A interrogação sobre um plano para suceder a Kim fez os meios de comunicação internacionais, as agências de espionagem e vários especialistas observarem atentamente o estado de saúde do líder.

Segundo a imprensa internacional, a irmã mais nova de Kim Jong-un, parece estar mais envolvida na política do país, ganhando cada vez mais influência, porém não é claro se Kim Yo Jong faz parte do plano de sucessão do líder da Coreia do Norte.

PUB

As especulações sobre o estado de saúde do "líder supremo" aumentaram a 15 de abril de 2020, depois de ter perdido as comemorações do aniversário de nascimento do fundador do estado, Kim Il-sung, tendo reaparecido depois no início do mês de maio.

Kim Jong-un já tinha estado afastado dos olhares do público durante seis semanas em 2014, sendo este o período mais longo com que ficou sem aparecer em público. Porém, quando regressou foi visto a andar com a ajuda de uma bengala, o que aumentou as especulações sobre a saúde do líder.

As preocupações geradas em volta do estado de saúde do líder do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte estão também relacionadas com o histórico de doenças cardíacas que a família de Kim Jong-un possui, dado que Kim Il-sung (avó de Kim Jong-un) e Kim Jong-il (pai de Kim Jong-un) morreram devido a ataques cardíacos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG