Dubai

Nova fotografia sugere que a Princesa Latifa está viva

Nova fotografia sugere que a Princesa Latifa está viva

Uma fotografia da princesa Latifa bint Mohammed al-Maktoum, filha do governante de Dubai, o xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum, parece comprovar que está viva.

Este é o primeiro avistamento da princesa Latifa desde que foram divulgados vídeos que alegavam que estava a ser mantida refém contra a sua vontade numa "villa" [empreendimento] sob constante vigilância policial.

De acordo com a "BBC", a fotografia aparece mostrar a princesa Latifa num centro comercial do Dubai, o Mall of the Emirates (MoE), sentada com outras duas mulheres.

Amigos de Latifa disseram à emissora que reconhecem as duas mulheres e que Latifa as conhece.

A imagem foi colocada nas contas do Instagram de ambas as mulheres, mas não inclui metadados que mostrariam a data e a hora, bem como a hora exata e o local onde a fotografia foi tirada.

A fotografia mostra um cinema que anuncia o filme "Demon Slayer: Mugen Train", que foi lançado nos Emirados Árabes Unidos em 13 de maio de 2021.

PUB

O que aconteceu à princesa Latifa?

Latifa, uma entre os 25 filhos do xeque Mohammed bin Rashid al Maktoum, tentou escapar de Dubai em fevereiro de 2018.

Num vídeo gravado pouco antes da sua partida, a princesa explicou que a sua vida era extremamente restrita. "Não saio do país desde 2000. Tenho pedido muito para apenas viajar, estudar, fazer qualquer coisa normal. Não deixam", disse.

A tentativa de fuga foi em vão. Uma semana depois, durante a ousada viagem marítima pelo Oceano Índico, a princesa foi apanhada por comandos que a devolveram ao Dubai.

Em fevereiro de 2021, a "BBC" transmitiu vídeos gravados secretamente pela Princesa Latifa e comunicados a amigos no exterior, nos quais descreveu a sua captura e prisão após o regresso ao Dubai.

A princesa disse estar a ser mantida sozinha, sem acesso a assistência médica ou jurídica numa "villa" com janelas e portas trancadas e guardada pela polícia.

Havia preocupações na comunidade internacional de que a princesa Latifa estava morta, algo que a sua família refutou várias vezes.

Em abril, Marta Hurtado, porta-voz das Nações Unidas, disse que os Emirados Árabes Unidos não forneceram provas convincentes de que ainda estava viva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG