Pandemia

Nova Zelândia regressa ao confinamento total após detetar um caso de covid-19

Nova Zelândia regressa ao confinamento total após detetar um caso de covid-19

A Nova Zelândia vai entrar num confinamento nacional esta noite depois de detetar um caso de covid-19. Todo o país estará no nível de alerta 4 - o nível mais alto - durante pelo menos três dias a partir da meia-noite. As regiões de Auckland e Coromandel estarão nesse nível durante quatro a sete dias.

O país já não tem um confinamento de nível 4 há mais de um ano e acredita-se que este caso seja a primeira transmissão dentro da comunidade da variante delta. O caso em questão é um homem de 58 anos de Devonport, Auckland. Foi testado no sábado, 14 de agosto, por isso o período infeccioso foi considerado iniciado na quinta-feira, dia 12. O homem e a mulher viajaram para a região de Coromandel na sexta-feira e voltaram para Auckland no dia 15. Até agora, o Ministério da Saúde identificou 23 locais de interesse - 13 dentro e ao redor de Coromandel e 10 em Auckland.

"Precisamos novamente de agir rapidamente e de forma forte para impedir a propagação. Já vimos o que pode acontecer se não conseguirmos superá-la [à variante delta]. Só temos uma oportunidade", afirmou Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia.

"Não era uma questão de se, mas de quando. Somos um dos últimos países do mundo a ter a variante delta na nossa comunidade, por isso tivemos a oportunidade de aprender com os outros. Vimos as terríveis consequências de demorar muito para agir", continuou, referindo-se ao surto na Austrália, que o país tem lutado para controlar.

No nível 4, todos os neozelandeses têm de se isolar numa "bolha" que inclui apenas a sua família imediata ou dependentes. Só podem sair de casa para comprar alimentos ou suprimentos médicos, para ter acesso a cuidados médicos ou para fazer exercício físico.

Ardern pediu aos neozelandeses para "serem gentis" e protegerem as suas comunidades. "Eu sei que uma das piores coisas sobre a covid-19 é a incerteza absoluta que cria. Mas sabemos mais agora do que há um ano. Sabemos que a estratégia funciona. Sabemos que somos uma equipa forte de cinco milhões. E sabemos que a vida ficará mais fácil. Só precisamos de continuar", rematou.

PUB

Para já, ainda não se sabe se esta infeção é, de facto, a variante delta. Porém, dados divulgados pelo Ministério da Saúde na segunda-feira mostraram que 100% dos casos de covid-19 detetados na fronteira da Nova Zelândia nas últimas semanas eram dessa variante.

A maioria dos neozelandeses ainda não foi vacinada. O início do processo foi retardado por restrições no fornecimento, mas espera-se vacinar toda a população até ao final do ano. A vacinação estará aberta a todos os adultos a partir do início de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG