Rússia

Novichok baixou temperatura corporal de Navalny para os 33,5 graus

Novichok baixou temperatura corporal de Navalny para os 33,5 graus

Na sequência do envenenamento com Novichok, médicos alemães publicaram os detalhes clínicos do opositor russo Alexei Navalny. Além de entrar em coma, a temperatura corporal baixou para 33,5 graus Celsius, confirma o Hospital de Berlim.

O artigo médico de quatro páginas, publicado na revista científica The Lancet, revelou todo o estado clínico de Alexei Navalny depois de ter sido envenenado com Novichok, em agosto. Após os primeiros sintomas, o opositor russo entrou em coma, a frequência cardíaca baixou e a temperatura do corpo atingiu os 33,5 graus Celsius.

"O seu bom estado de saúde antes do envenenamento provavelmente favoreceu a recuperação", dizem os cientistas. A substância só foi identificada vários dias depois do diagnóstico de intoxicação, o que não terá afetado as decisões médicas tomadas.

Navalny descobriu recentemente que a tentativa de homicídio partiu dos serviços secretos russos. O líder da oposição russa divulgou a gravação de uma chamada telefónica com um agente do FSB a confessar o crime e a confirmar a colocação do veneno na roupa interior. Porém, o homem foi acusado de sofrer "delírios de perseguição" por Moscovo, assegurando que não existiam provas.

A publicação do Hospital de Berlim teve o consentimento de Navalny, que considerou o artigo como a "prova" médica que faltava. "O mais importante é que Vladimir Putin esteja aliviado. Em cada conferência de imprensa, ele exclamava agitando as mãos 'quando é que os alemães vão fornecer os seus dados?'... Isso já não importa, os dados médicos estão publicados e disponíveis para todo o mundo", reagiu com ironia, no Facebook.

PUB

A União Europeia já exigiu explicações a Kremlin e aplicou sanções, que terão resposta da Rússia na próxima terça-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG