acidente aéreo

Novo balanço de queda de avião na Sibéria indica 31 mortos

Novo balanço de queda de avião na Sibéria indica 31 mortos

Um avião ATR-72 com 43 pessoas a bordo despenhou-se, esta segunda-feira, na região da Sibéria, causando a morte a 31 pessoas e ferimentos graves a outras 12, que se encontram hospitalizadas, informaram as autoridades russas.

O avião da companhia russa Utair descolou de Tioumen em direção a Sourgout, na região da Sibéria, com 39 passageiros e quatro membros da tripulação, e despenhou-se pouco depois, às 7.44 locais (2.44 em Lisboa), a 45 quilómetros de Tioumen, de acordo com o Ministério russo das Situações de Emergência.

Num anterior balanço, as autoridades russas falavam em 32 mortos e 11 feridos.

No aeroporto de Tiumen, cidade mais próxima do local do acidente, já aterrou um dos dois aviões que irão transportar para a capital russa os feridos mais graves.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, adiou o encontro que tinha marcado para hoje com representantes da oposição não representada no Parlamento russo, decisão que foi imediatamente apoiada pela oposição.

O Comité para a Aviação da Rússia já começou investigações no local do acidente, mas não avança qualquer versão sobre a possível causa da queda do aparelho.

O ATR-72 realizou o seu primeiro voo a 20 de outubro de 1992 e pertenceu a mais três companhias aéreas antes de ser adquirido pela companhia Utair.

Outras Notícias