Covid-19

O mistério continua: nova missão à China para descobrir origem animal do vírus

O mistério continua: nova missão à China para descobrir origem animal do vírus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) quer organizar uma nova missão à China para descobrir a origem animal do novo ​​​​​​​coronavírus responsável pela pandemia de covid-19, afirmou esta quarta-feira uma responsável daquela agência das Nações Unidas.

A diretora do programa de doenças emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou esta quarta-feira numa conferência de imprensa em Genebra, que os técnicos da organização estão a discutir com os seus pares na China a realização de "uma missão futura, que teria um foco mais académico".

O objetivo é "procurar a origem zoonótica do surto", ou seja, descobrir qual foi o animal responsável pela passagem do novo coronavírus para humanos.

"A importância em termos de saúde pública é crítica, porque sem saber a origem animal, é difícil evitar que aconteça outra vez. É algo que acontece com todos os agentes patogénicos emergentes, a maior parte dos quais tem origem animal", afirmou.

Numa futura missão, os peritos da OMS procurarão perceber que exposições a diferentes animais aconteceram para poder rastrear a origem do novo coronavírus.

"É algo em que estamos atualmente a trabalhar. Oferecemos [à China] o nosso apoio e temos vontade que aconteça", referiu.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 257 mil mortos e infetou quase 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.089 pessoas das 26.182 confirmadas como infetadas, e há 2.076 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Outras Notícias