82.º dia de conflito

O passo em frente da Suécia e o adeus do McDonald's à Rússia

O passo em frente da Suécia e o adeus do McDonald's à Rússia

É oficial: à semelhança da Finlândia, a Suécia decidiu apresentar o pedido de adesão à NATO. O presidente da Turquia, Erdogan, já reagiu, garantindo que vetará a expansão da aliança se os dois países mantiverem a política de "acolhimento de guerrilheiros curdos". Dia também marcado pela decisão do grupo McDonald's de abandonar o mercado russo após três décadas de atividade. Ao final do dia, Borrell, chefe da diplomacia da UE, anunciou que ainda não há acordo europeu para o sexto pacote de sanções ao Kremlin.

- O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, defendeu que o país está preparado para refutar uma nova investida russa no Donbass, objetivo primordial de Moscovo desde que falhou a tomada de Kiev. "Os ocupantes continuam a não admitir que estão num beco sem saída e que a chamada operação especial está falida", referiu, apelando, uma vez mais, ao embargo do petróleo russo.

- O Exército ucraniano reclama a reconquista de território em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, tendo conseguido que o "inimigo" recuasse até perto da fronteira da Rússia, disse o Ministério da Defesa ucraniano.

- Os separatistas pró-russos da autoproclamada república de Donetsk afirmaram que, no domingo, retiraram mais de 300 cidadãos da cidade ucraniana de Mariupol, para duas cidades controladas pela Rússia.

- O grupo McDonald's anunciou, esta segunda-feira, que vai abandonar o mercado russo e que iniciou o processo para vender o negócio no país após 30 anos de atividade, uma medida adotada na sequência da invasão russa da Ucrânia.

- A Suécia vai candidatar-se à adesão à NATO, pondo termo a dois séculos de uma política de não-alinhamento, anunciou esta segunda-feira a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson.

- O Ministério da Defesa da Rússia anunciou que foi acordado um cessar-fogo na fábrica de aço Azovstal, em Mariupol, para a retirada dos soldados feridos.

PUB

- O presidente russo, Vladimir Putin, assegurou hoje que a adesão à NATO da Finlândia e da Suécia não é um problema para a Rússia, mas que passará a sê-lo se incluir a colocação de armas no território desses países.

- Portugal apoia a decisão anunciada pela Suécia de se candidatar à NATO e conta estar "entre os mais rápidos" dos 30 países-membros a ratificar a adesão tanto da Suécia como da Finlândia, disso o ministro dos Negócios Estrangeiros.

- A comissária dos Direitos Humanos da Ucrânia, Lyudmila Denisova, alertou para a "crescente crise humanitária" em Kherson, onde permanecem cerca de meio milhão de habitantes e que em duas semanas podem ficar sem medicamentos.

- Pelo menos 10 civis foram mortos esta segunda-feira por bombardeamentos russos na cidade de Severodonetsk, no leste da Ucrânia, disse o governador da região de Lugansk, Serhiy Haidai.

- A Turquia vai vetar a entrada da Finlândia e da Suécia na NATO se estes países mantiverem a sua política de "acolhimento de guerrilheiros curdos", advertiu o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

- Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE não chegaram a um acordo sobre o sexto pacote de sanções contra a Rússia, disse o chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell. "Não concordaram", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG