Pena de Morte

Obama recusa intervir para impedir execução de Troy Davis

Obama recusa intervir para impedir execução de Troy Davis

Barack Obama, recusou-se a intervir, na noite de quarta-feira, para impedir a execução de Troy Davis, informando que o caso diz respeito ao estado da Geórgia, e não ao poder federal.

"Obama tem trabalhado para garantir eficiência e justiça no sistema judiciário, especialmente nos casos de pena capital, mas não é apropriado que o presidente dos Estados Unidos se envolva em casos específicos como este, que são da justiça estadual", destacou o seu porta-voz, Jay Carney, citado pela France Presse.

A execução de Davis foi adiada na noite de quarta-feira, no último minuto, a fim de permitir que o Supremo Tribunal dos Estados Unidos da América analise o pedido de suspensão apresentado pelos seus advogados.

No corredor da morte há 20 anos pelo assassinato do polícia branco Mark MacPhail, o negro Troy Davis foi condenado à pena capital após um processo repleto de contratempos judiciais que revelaram dúvidas sólidas sobre a inocência do culpado.

Durante o processo, nove testemunhas do assassinato cometido em 1989 indicaram Troy Davis como o autor do tiro, mas a arma do crime nunca foi encontrada e nenhuma prova digital ou traço de ADN foi revelado.

Por sua vez, Lawrence Russel Brewer foi executado por injecção letal, esta madrugada de quinta-feira, no Texas, cumprindo a sentença a que foi condenado pela morte de James Byrd, há 13 anos.

Segundo a Associated Press, Brewer não quis fazer qualquer declaração antes da morte.

Outras Notícias