Espanha

Oito tripulantes detidos em barco com 560 quilos de cocaína no Atlântico

Oito tripulantes detidos em barco com 560 quilos de cocaína no Atlântico

Oito tripulantes, de nacionalidade brasileira, foram detidos pelas autoridades espanholas, depois de ter sido intercetado um barco de pesca sem bandeira ou identificação com 560 quilogramas (Kg) de cocaína no Atlântico.

A operação, denominada "Brasil Branco", culminou na última sexta-feira com o embarque do navio, uma embarcação de pesca de 19 metros de cumprimento convertida para o transporte ilícito de estupefacientes, cerca de 500 quilómetros a sul das Ilhas Canárias para a sua posterior transferência para o porto de Las Palmas de Gran Canaria, onde chegou na terça-feira, segundo o Ministério do Interior.

A investigação que deu origem a este esconderijo de meia tonelada de cocaína, dirigida pela Procuradoria Antidrogas do Tribunal Superior Nacional, começou com a troca de informações entre o Centro de Análise e Operações do Atlântico (MAOC-N) e o Centro de Inteligência Contra o Terrorismo e o Crime Organizado (CITCO), que determinaram a existência de um barco suspeito que podia transportar drogas da América do Sul para a Europa.

A partir desse momento, a Guarda Civil, em coordenação com a Autoridade Tributária e a Brigada Central de Estupefacientes da Polícia Nacional, desdobrou os meios necessários para localizar o barco e, se possível, abordá-lo, tal como foi feito com o navio de Vigilância Aduaneira Petrel 2.

Os órgãos responsáveis pela operação destacam a complexidade da interceção do navio, uma vez que havia muito pouca informação sobre a sua localização e as condições de navegação do embarque eram complexas, na altura, devido a uma tempestade nos Açores.

"Uma vez detetada a embarcação de pesca, foi realizada uma ação de embarque rápida e clara em condições técnicas de segurança apesar do estado do mar", acrescentam.

Durante a intervenção foi encontrado um número significativo de pacotes dos habitualmente utilizados para o tráfico de cocaína e os oito tripulantes do barco de pesca foram detidos.

PUB

O barco de pesca foi rebocado para o porto de Las Palmas de Gran Canaria.

Tanto os detidos, como a embarcação, a droga e os processos policiais vão ser colocados à disposição do Tribunal Central de Instrução que atua como Guarda do Tribunal Nacional.

O Ministério do Interior destaca que "esta operação é mais uma das realizadas no âmbito do combate ao narcotráfico na chamada Rota Atlântica da Cocaína, conhecida por ser utilizada por barcos de pesca que, vindos da América do Sul, transbordam as drogas no meio do Atlântico para posterior introdução no continente europeu".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG