Clima

Onda de calor em França calou as famosas cigarras de Provença

Onda de calor em França calou as famosas cigarras de Provença

Barulho de sinos de igreja, patos, gansos, galos e até sapos motivaram reclamações - e até ações legais - de visitantes e moradores de cidades no interior de França. Porém, agora é o som do silêncio que causa desconforto. As famosas cigarras da Provença, cujas conhecidas cantigas marcaram o verão durante vários milénios, calaram-se.

Em causa está a onda de calor que levou as temperaturas a bater recordes na Europa. "Observámos que as cigarras quase nunca cantam à tarde quando a temperatura ultrapassa os 36° C à sombra. É muito quente para elas", disse Serge Zaka, especialista em agroclima, à "France 3". "Por causa do calor, já não conseguem regular a sua temperatura e, como resultado, deixam de cantar".

Segundo os especialistas, se o aumento das temperaturas no verão continuar, as cigarras de Provença podem mesmo mudar-se para outros lugares. "Com as alterações climáticas, é muito provável que vejamos a área habitada pela espécie evoluir. As cigarras subirão ao vale do Ródano mais a norte e procurarão altitude nos Pirenéus, nos Alpes do sul e nas Cévennes", continuou Zapa.

PUB

O chilrear da cigarra é produzido por timbales, ou membranas finas com nervuras, no abdómen do macho, e é projetado para atrair as fêmeas. Além de afetar a capacidade de cantar, ondas de calor extremas podem reduzir o número de ovos e larvas produzidos pelas fêmeas, levando a um declínio acentuado na população do inseto.

Um símbolo antigo há séculos

A cigarra é um símbolo de Provença e tem destaque na literatura há séculos. Aliás, os gregos, para quem representavam a morte e o renascimento, escreveram poemas para estes insetos. De acordo com o folclore local, a cigarra foi enviada por Deus para despertar os trabalhadores locais das suas sestas da tarde para impedi-los de serem muito indolentes. Na fábula escrita por Jean de la Fontaine sobre a cigarra e a formiga, a primeira canta durante todo o verão enquanto a segunda trabalha para acumular uma reserva de comida para sobreviver ao inverno.

Estima-se que existam cerca de 2500 espécies de cigarras em todo o Mundo. As cigarras de Provença vivem durante quatro anos, a maioria dos quais passada no subsolo. É um dos insetos mais ruidosos do Mundo, produzindo sons de até 120 decibéis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG