Líbia

ONU pede suspensão hostilidades em Misrata para acudir à população

ONU pede suspensão hostilidades em Misrata para acudir à população

A Organização das Nações Unidas (ONU) apelou quarta-feira à cessação das hostilidades em torno da cidade líbia de Misrata, para que os feridos possam ser socorridos e a população fugir dos combates, noticia a AFP.

"A situação no terreno é crítica para um grande número de pessoas que têm uma necessidade imediata de alimentação, água potável e ajuda médica de urgência", afirmou a secretária-geral-adjunta da ONU para os Assuntos Humanitários, Valerie Amos.

"Sair da cidade passou a ser uma questão de vida ou de morte. Nós precisamos de uma cessação temporária das hostilidades na zona para as que as pessoas, se quiserem, se possam abrigar, bem como as suas famílias", acrescentou.

A cidade de Misrata, com 300 mil habitantes e situada a 215 quilómetros a leste de Tripoli, tem estado sujeita a combates contínuos há 40 dias, com os mortos e feridos a contarem-se por centenas, segundo a ONU.

Milhares de pessoas permanecem na cidade, impossibilitadas de sair, confrontadas com escassez crescente de alimentação, água, medicamentos, electricidade e outros serviços essenciais, adianta a ONU, em comunicado.