Eleições

Ortega reeleito presidente da Nicarágua em eleição muito contestada

Ortega reeleito presidente da Nicarágua em eleição muito contestada

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, foi reeleito para um quinto mandato (quarto consecutivo) de cinco anos, com 74,99% dos votos nas eleições de domingo, segundo os primeiros resultados parciais oficiais divulgados esta segunda-feira.

Os resultados parciais são baseados na contagem de votos em 49% das mesas, de acordo com o tribunal eleitoral, que adianta ter-se registado uma participação de 65,34%.

Um observatório próximo da oposição, o Urnas Abertas, avançou, no entanto, que a abstenção chegou aos 81,5%, com base em dados de 1450 observadores não autorizados presentes em 563 assembleias de voto, durante esta eleição presidencial qualificada pelo presidente norte-americano, Joe Biden, como "uma comédia".

Com sete aspirantes a candidatos presidenciais detidos, por acusações de "traição", Ortega, no poder desde 2007, tinha praticamente certa a sua reeleição, juntamente com a sua mulher, Rosário Murilo, atual vice-presidente do país.

Tanto a oposição nicaraguense, como a Organização dos Estados Americanos e a União Europeia já tinham expressado dúvidas sobre a legitimidade das eleições no país centro-americano e grande parte da comunidade internacional avisou que consideraria esta eleição como uma fraude.

Além do cargo de presidente, 4,4 milhões de nicaraguenses foram chamados no domingo às urnas para eleger vice-presidente, 90 deputados da Assembleia Nacional e 20 do Parlamento Centro-Americano.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG